Fechar

O pro­jeto de arquite­tura partiu do con­ceito do próprio nome. Escama: película, super­fí­cie, camada. A intenção foi tornar visível a tran­sição entre pas­sado e pre­sente da edi­fi­cação, res­gatando traços orig­i­nais, junto à novos ele­men­tos nat­u­rais, numa paleta leve e clara. 

Quando visi­ta­mos o sobrado pela primeira vez, encon­tramos no salão térreo uma pequena metragem de tacos de madeira dis­pos­tos no piso. Com o intu­ito de res­gatar as camadas orig­i­nais da casa, reaproveita­mos o mate­r­ial para elab­o­rar novos tampos para as mesas num tra­balho arte­sanal de mar­che­taria. As bases de ferro já exis­tentes do antigo restau­rante rece­beram novas pin­turas.

Refor­mu­lamos o acesso ao antigo ban­heiro do sobrado para aten­der melhor o novo layout. A forma de arco orig­i­nal, ante­ri­or­mente escon­dida, foi res­gatada e teve sua super­fí­cie lat­eral exposta. Agora se torna o portal para um con­fortável ban­heiro PNE e um pequeno hall com pia.

O pavi­mento supe­rior teve o mezanino exis­tente reti­rado, assim como parte dos ban­heiros, liberando a vista para a coz­inha em todas as áreas do salão. A insta­lação da claraboia traz ilu­mi­nação nat­ural para o espaço e evi­den­cia a estru­tura aparente do tel­hado.

Ficha Técnica

Pro­jeto de arquite­tura: MZNO + Vavá Leite
Obra civil: CSV Engen­haria
Ilus­tração: Gio­vanna Scal­fone